Poucas & Boas: Dória recua e adivinha quem vai segurar a criança?

A resenha política da cidade e região, sempre com aquele toque de bom humor

“A guerra é um massacre entre pessoas que não se conhecem para proveito de pessoas que se conhecem, mas não se massacram.”
Paul Valéry

De pé sem cair, deitado sem dormir
Manos e Minas, chegou a coluninha firmeza. Aqui é o papo reto pra despertar geral e vamos nós!

Pedala, gente!
Galera de Taubaté tem reclamado, e muito, de alguns espaços públicos em mau estado de conservação. Um desses é o Parque do Itaim na área Sul da cidade, que já foi uma referência na região. Local cheio de mato, sem segurança e de acordo com a população, não oferece atrativos para o lazer. Fica a dica para a equipe do prefeito Saud pedalar. 

Folclore político
Enquanto nosso chefe de Estado estava em Moscou negociando adubo, o premier russo Yuri Borisov estava na Venezuela assinando um contrato de cooperação militar. É pra ‘cabar’ hehe. Na sequência, retorna o The best do Brasil, o maioral, o sexual, incomível e imbrochável (segundo ele próprio), com aquele ar de quem se deu bem na parada moscovita. E a galera pira no cercadinho, é de dar dó. Coisas que enriquecem o folclore da política brasileira. Tem mais no decorrer da coluna!

 

3ª Via
E a tentativa do Centrão de fazer decolar uma 3ª Via rumo à corrida presidencial não tem correspondido às expectativas. E nem poderia, pela safra pobre que temos. Calejado nessa área política, a gente sabe que eleição é momento, mas Sérgio Moro e Ciro Gomes são dois nomes que parece não motivar o sempre binário e desconfiado eleitor brasileiro. 
Pra quem é, bacalhau basta, diz o ditado.

Regininha entra
O assunto do final de semana em Pindamonhangaba foi a saída de Regina Célia Daniel Santos, a Regininha (PL) da secretaria de Saúde de Pindamonhangaba. Eleita vereadora em 2020, ela aceitou em dezembro de 2021 um convite do prefeito Isael Domingues (PL) para abrir mão do seu cargo no Legislativo e comandar a pasta. Portanto, nem chegou a esquentar a cadeira, se ligou na real? É pedra quente!

Regininha sai
De acordo com a prefeitura, ela deve voltar à Câmara Municipal para ocupar a vaga que deixou por afastamento. Não chegou a renunciar à vaga no Legislativo, conforme vem sendo postado nas redes sociais. E com a volta da vereadora, quem se afasta é o vereador Natanael dos Santos, o Tié (PL), que volta a ser suplente. Ele preencheu o cargo no Legislativo durante o período em que Regininha atuou como titular da Secretaria de Saúde.

Muito Putim
Não é fácil entender Bolsonaro, mas é fácil prever seus arroubos. Se quiser que ele faça algo, proiba-o!  Tentaram demovê-lo da ideia de ir a Moscou em fevereiro. Recomendaram que aquele não seria um bom momento. O que aconteceu?

Unga unga!
Jair bateu o pé e viajou. Chegando lá, foi trolado pelo presidente russo Vladimirovitch e nem sacou. Vladimir (que é muito Putin) olhava para o capitão como um desenho em que o lobo mau encontra a inocente chapeuzinho vermelho perdida na mata.
Como diria Ana Maria Braga: "É aí que a cobra torce o rabo”.

Agripino recua
O governador paulista João Dória já dá sinais de que deve recuar do seu projeto de disputar a presidência da República. Segundo ele, o Brasil vive uma ‘triste dicotomia’, com a possibilidade de ter Lula e Bolsonaro na disputa pelo governo.
Dória está derretendo nas pesquisas de intenção de voto e pode até disputar a reeleição para governador de São Paulo. Um dólar para o próximo que vai levar um rabo-de-arraia. Ele mesmo: Rodrigo Garcia!

Mais um que segura a criança
Como é normal na política, nosso alecrim dourado que nasceu no campo sem ser semeado tem recebido pressão dos empresários para abrir mão de sua candidatura e fechar um pacto em torno de alguém que seja forte para representar um novo processo de crescimento econômico para o país. Como se diz nas rodas de samba: Quem não dança segura a criança!

Vermelhou o curral
Voltando à visita de ‘Bolsomito’, não deu outra em Moscou. Putin nem precisou aliciar nosso mandatário e ainda, pasmem, o fez colocar flores e reverenciar o Túmulo do Soldado Desconhecido, com direito à estrela vermelha, foice e martelo. hehehehe... Vermelhou o curral. Por aqui, o gabinete do Patético 2 cuidou de espalhar que Messias “salvou” o mundo de uma guerra mundial (risos). É difícil resistir a esse público remanescente do paleolítico. 

Sigam-me os bons!
Iniciada a invasão da Ucrânia, a nação brasileira se deu conta que seu presidente estava muito calado. Não manifestava nem apoio à Rússia e muito menos à Ucrânia. Seus apoiadores não sabem pra quem torcer. Só que, quando se deparou com as anedotas e memes nas redes sociais, percebeu que foi usado como ‘apoiador’ do Kremlin para às ações de invasão, o que se confirmou logo em seguida.

Senta lá, Claudia!
Caiu a fichinha, embora lentamente, em decorrência de uma limitada atividade neural. Se não fosse o general Hamilton Mourão se posicionar, seu Jair (seu, meu nunca) não daria o chilique corriqueiro. “Quem fala sobre isso sou eu!”
No entanto, já é de praxe: atitude no Planalto é manga de colete. Quem sabe possa ele aprender vendo como atuam os verdadeiros líderes no leste europeu.

Comparativos

Ucrânia:  44,2 milhões de habitantes. 1,2 milhão de militares, dos quais 182.000 são militares ativos (Era 1 milhão de soldados antes de ser desarmada pela OTAN). Tem 188 caças, além de helicópteros de ataque, embarcações de transporte e veículos de treinamento. O apoio terrestre do país é muito maior, com foco em 3.784 tanques de combate e veículos blindados de combate, ao lado de artilharia rebocada e autopropulsada.

Brasil: 215 milhões de habitantes. Forças Armadas de 350 mil soldados na ativa, 581 tanques e 224 aeronaves de combate que operam ao lado de 13 helicópteros de ataque.

Para pensar:
"Aquele que luta com demônios deve acautelar-se para não tornar-se um também. Quando se olha muito tempo para o abismo, o abismo olha para você".

Friedrich Wilhelm Nietzsche

Vazei
Então, fica assim! De meia em meia hora, uma melancia!
Contatos: ocimarbarbosa@diarioimparcial.com.br